Rodentec Vet Blocos Dif

Portugal - português - DGAV (Direção Geral de Alimentação e Veterinária)

Compre agora

Ingredientes ativos:
Difenacume
Disponível em:
PelGar International
Código ATC:
3.1
DCI (Denominação Comum Internacional):
Difenacoum
Forma farmacêutica:
Isco
Via de administração:
Difenacume
Grupo terapêutico:
Difenacume
Área terapêutica:
PT 14 - Rodenticidas
Resumo do produto:
Embalagem(s) - 1 unidade(s) - 1 Kg 187/00/14RBVPT Autorizado Sim; Embalagem(s) - 1 unidade(s) - 2 Kg 187/00/14RBVPT Autorizado Sim; Embalagem(s) - 1 unidade(s) - 3 Kg 187/00/14RBVPT Autorizado Sim; Embalagem(s) - 1 unidade(s) - 5 Kg 187/00/14RBVPT Autorizado Sim; Embalagem(s) - 1 unidade(s) - 10 Kg 187/00/14RBVPT Autorizado Sim; Embalagem(s) - 1 unidade(s) - 400 g 187/00/14RBVPT Autorizado Sim
Número de autorização:
187/00/14RBVPT

Leia o documento completo

Direção Geral de Alimentação e Veterinária – DSMDS

Última revisão do texto 11de novembro de 2014

Página 1 de 4

Rotulagem de Embalagem Primária de Balde em polipropileno ou HDPE

de 1 Kg, 2 kg, 3 kg, 5 kg (contendo blocos de 20 g); e Sacos PP laminados de 400g- contendo

blocos de 20 g e rotulagem de embalagem secundária de Balde em polipropileno ou HDPE de

10 kg (com 10 embalagens de 1kg- contendo blocos de 20 g)

RODENTEC Vet Blocos Dif

RODENTICIDA PARA USO PROFISSIONAL (PT 14) – BIOCIDA DE USO VETERINÁRIO

Isco em blocos pronto a usar com 0,005% (p/p) de difenacume (N.º CAS 56073-07-5)

Controlo de ratos e ratazanas no interior e exterior (em torno dos edifícios) dos locais de

alojamento de animais.

BIOCIDA DE USO VETERINÁRIO

Composição: 0,005% (p/p) difenacume,0.001% (p/p) benzoato de denatónio, excipientes q.b.p.

100%

UTILIZE OS BIOCIDAS COM CUIDADO. LEIA SEMPRE O RÓTULO E A INFORMAÇÃO RELATIVA AO PRODUTO

ANTES DE O UTILIZAR

PARA EVITAR RISCOS PARA OS SERES HUMANOS, ANIMAIS E PARA O AMBIENTE RESPEITAR AS

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO

ACM n° 187/00/15RBVPT concedida pela DGAV

Fabricante e Responsável pela ACM: PelGar International, Unit 13, Newman Lane, Alton, Hampshire; GU34

2QR,Reino Unido

Lote :

Prazo de validade: 2 anos a partir da data de fabrico

MODO DE USAR:

Colocar

iscos

locais

frequentados

pelos

roedores,

seus

ninhos

locais

alimentação. Espalhar os iscos por toda a área infestada.

Alvo

Intensidade

da infestação

Colocação do

isco

Instruções

Ratazanas

castanha e

preta

Baixa

Até 200g a cada

10 metros

Inspecionar

frequentemente os

locais de colocação

dos iscos nos

primeiros 10-14

dias e substituir os

iscos roídos,

danificados pela

água ou

contaminados com

sujidade.

Caso não aviste roedores num

local de colocação de iscos

durante 7-10 dias, mude os

iscos para um local onde os

roedores sejam avistados

frequentemente.

Alta

Até 200g a cada

5 metros

Ratos

Baixa

Até 40g a cada 5

metros

Os ratos são muito curiosos.

Para um melhor controlo, os

iscos devem ser mudados de

local após terem sido

inspeccionados pelos ratos.

Alta

Até 40g a cada 2

metros

Direção Geral de Alimentação e Veterinária – DSMDS

Última revisão do texto 11de novembro de 2014

Página 2 de 4

Impedir o acesso aos iscos por crianças, aves e animais não visados (particularmente cães,

gatos, suínos e galináceos). Sempre que possível, os iscos devem ser fixados de modo a que

não possam ser arrastados pelos roedores. Constitui uma prioridade a não exposição a

espécies que não sejam alvo do produto.

Os iscos devem ser colocados em locais escondidos ou ficar protegidos por caixas ratoeiras de

modo a evitar o contacto com água e o contacto ou ingestão por outros animais ou pessoas. Se

tal não for possível, colocar os iscos em tubos de plástico, chapas onduladas ou telhas

semicilíndricas ao longo das paredes, de modo a dificultar o acesso a crianças e animais.

Sempre que possível, não colocar os iscos em locais onde estes possam ser arrastados. Os

blocos podem ser fixados ou pregados ao local.

ATENÇÃO: Utilizar sempre luvas de protecção aquando da aplicação do produto, de modo a

evitar a contaminação dos iscos.

Ao verificar que todos os iscos são consumidos deve-se aumentar o número de pontos de

colocação dos iscos. É mais eficaz colocar isco num maior número de pontos de passagem dos

roedores do que colocar um maior número de iscos num só local. Os roedores mortos devem

recolhidos

frequentemente

eliminados,

acordo

exigências

locais.

Não

contaminar as águas com este produto ou com a sua embalagem. Depois de decorrido o

período de tratamento recolher todo o produto, eliminando-o de acordo com as exigências

locais. As embalagens vazias deverão ser inutilizadas e colocadas em locais adequados à sua

recolha. Manter

local fresco,

seco

área

ventilada.

Armazenar

produto

embalagem de origem, em local fresco, seco e a área bem ventilada.

Uso a longo prazo:

A menos que, segundo indicação de um operador de controlo de pragas ou outra pessoa

competente,

iscos

rodenticidas

anticoagulantes

não

devem

utilizados

permanentemente. Na maioria dos casos, com iscos anticoagulantes o controle da praga é

conseguido em 35 dias. Se para além deste tempo a actividade dos roedores se mantiver, a

causa específica deve ser determinada.

Utilização em locais públicos:

Quando o produto for utilizado em locais públicos, as áreas tratadas devem ser identificadas

durante

período

tratamento

deve

colocado

aviso

explicando

risco

intoxicação primária ou secundária pelo anticoagulante, indicando as primeiras medidas a

serem tomadas em caso de envenenamento.

PRECAUÇÕES:

Evitar o contacto com a boca.

Guardar em local fresco e bem ventilado.

Manter afastado dos alimentos e bebidas, incluindo os dos animais.

Direção Geral de Alimentação e Veterinária – DSMDS

Última revisão do texto 11de novembro de 2014

Página 3 de 4

Não comer, beber ou fumar durante a utilização.

Lavar as mãos e face após manipulação do produto.

Os iscos devem ser colocados fora do alcance das crianças e dos animais.

As embalagens vazias não devem ser reutilizadas. Devem ser encaminhadas para um sistema

de recolha de embalagens;

Em caso de ingestão contactar imediatamente um médico, mostrando a embalagem. Não

provocar o vómito.

CONSELHOS TERAPEUTICOS:

O Difenacume é um anticoagulante que pode provocar sangramento. O início do sangramento

pode ter lugar vários dias após a exposição. Os sintomas são na sua maioria hemorrágicos. No

caso de ingestão de grandes quantidades, induzir o vómito e fazer uma lavagem gástrica.

Deverá ser administrada Vitamina K. Antídoto: Vitamina K1 Controla o tempo da protrombina.

Tratamento sintomático.

Em caso de acidente contactar de imediato o Centro de Informação Antivenenos

(CIAV - Tel: 808 250 143)

Condições especiais de autorização:

As caixas ratoeiras devem estar claramente identificadas em como contêm rodenticida e que

não deve ser mexido.

A resistência a rodenticidas da população-alvo deve ser levada em conta aquando da escolha

do produto a ser utilizado.

Distribuição:

SAPEC Agro SA

Av. Do Rio Tejo,

Herdade das praias

2910-440 Setúbal

www.sapecagro.pt

Tel: 213 222 717

Email: apoiovet@sapec.pt

Código de Barras:

Direção Geral de Alimentação e Veterinária – DSMDS

Última revisão do texto 11de novembro de 2014

Página 4 de 4

RÓTULO DAS EMBALAGENS PRIMÁRIAS (1 kg contendo blocos de 20g)

RODENTEC Vet Blocos Dif

BIOCIDA DE USO VETERINÁRIO

ISCO RODENTICIDA

Responsável da ACM: Pelgar Internacional

Produto anticoagulante

Difenacume 0,005%

Antídoto – Vitamina K

Em caso de acidente contactar o Centro de Informação Antivenenos Tel. 808 250 143

Risco de efeitos graves para a saúde no caso de exposição prolongada por ingestão.

MANTER FORA DO ALCANCE E DA VISTA DAS CRIANÇAS

ACM N.º 187/00/15RBVPT

LEIA SEMPRE O RÓTULO E A INFORMAÇÃO RELATIVA AO PRODUTO ANTES DE O UTILIZAR

Tamanho da embalagem:

1 kg - contendo blocos de 20 g

Produtos Similares

Pesquisar alertas relacionados a este produto

Ver histórico de documentos

Compartilhe esta informação