Harvoni

União Europeia - português - EMA (European Medicines Agency)

Compre agora

Ingredientes ativos:
ledipasvir, Sofosbuvir
Disponível em:
Gilead Sciences Ireland UC
Código ATC:
J05AX65
DCI (Denominação Comum Internacional):
ledispavir, sofosbuvir
Grupo terapêutico:
Medicamentos antivirais para uso sistémico,
Área terapêutica:
Hepatite C, Crônica
Indicações terapêuticas:
Harvoni is indicated for the treatment of chronic hepatitis C (CHC) in adult and paediatric patients aged 3 years and above (see sections 4. 2, 4. 4 e 5. Para o vírus da hepatite C (VHC) genótipo-actividade específica, consulte as secções 4. 4 e 5.
Resumo do produto:
Revision: 22
Status de autorização:
Autorizado
Número de autorização:
EMEA/H/C/003850
Data de autorização:
2014-11-17
Código EMEA:
EMEA/H/C/003850

Documentos em outros idiomas

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - búlgaro

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - búlgaro

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - búlgaro

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - espanhol

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - espanhol

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - espanhol

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - tcheco

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - tcheco

13-07-2021

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - dinamarquês

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - dinamarquês

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - dinamarquês

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - alemão

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - alemão

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - alemão

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - estoniano

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - estoniano

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - estoniano

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - grego

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - grego

13-07-2021

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - inglês

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - inglês

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - inglês

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - francês

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - francês

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - francês

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - italiano

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - italiano

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - italiano

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - letão

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - letão

13-07-2021

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - lituano

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - lituano

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - lituano

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - húngaro

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - húngaro

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - húngaro

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - maltês

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - maltês

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - maltês

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - holandês

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - holandês

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - holandês

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - polonês

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - polonês

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - polonês

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - romeno

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - romeno

13-07-2021

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - eslovaco

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - eslovaco

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - eslovaco

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - esloveno

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - esloveno

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - esloveno

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - finlandês

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - finlandês

13-07-2021

Relatório de Avaliação Público Relatório de Avaliação Público - finlandês

29-07-2020

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - sueco

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - sueco

13-07-2021

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - norueguês

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - norueguês

13-07-2021

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - islandês

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - islandês

13-07-2021

Folheto informativo - Bula Folheto informativo - Bula - croata

13-07-2021

Características técnicas Características técnicas - croata

13-07-2021

Leia o documento completo

B. FOLHETO INFORMATIVO

Folheto informativo: Informação para o utilizador

Harvoni 90 mg/400 mg comprimidos revestidos por película

Harvoni 45 mg/200 mg comprimidos revestidos por película

ledipasvir/sofosbuvir

Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Isto irá permitir a rápida identificação de

nova informação de segurança. Poderá ajudar, comunicando quaisquer efeitos indesejáveis que tenha.

Para saber como comunicar efeitos indesejáveis, veja o final da secção 4.

Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento, pois contém

informação importante para si.

Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente.

Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado apenas para si. Não deve dá-lo a outros. O medicamento pode

ser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sinais de doença.

Se tiver quaisquer efeitos indesejáveis, incluindo possíveis efeitos indesejáveis não indicados

neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico. Ver secção 4.

O que contém este folheto

O que é Harvoni e para que é utilizado

O que precisa de saber antes de tomar Harvoni

Como tomar Harvoni

Efeitos indesejáveis possíveis

Como conservar Harvoni

Conteúdo da embalagem e outras informações

Se Harvoni foi prescrito para o seu filho, tenha em conta que todas as informações neste folheto

são aplicáveis ao seu filho (neste caso, leia “o seu filho” em vez de “você”).

1.

O que é Harvoni e para que é utilizado

Harvoni é um medicamento que contém as substâncias ativas ledipasvir e sofosbuvir. Harvoni é

administrado para tratar a infeção crónica (prolongada) pelo vírus da hepatite C em

adultos

crianças

com 3 anos de idade ou mais velhas

A hepatite C é uma infeção do fígado causada por um vírus. As substâncias ativas presentes no

medicamento atuam em conjunto bloqueando duas proteínas diferentes que o vírus necessita para

crescer e reproduzir-se, permitindo que a infeção seja eliminada permanentemente do organismo.

Harvoni é por vezes tomado com outro medicamento, a ribavirina.

É muito importante que também leia os folhetos informativos dos outros medicamentos que tomará

com Harvoni. Se tiver quaisquer dúvidas sobre os seus medicamentos, fale com o seu médico ou

farmacêutico.

2.

O que precisa de saber antes de tomar Harvoni

Não tome Harvoni

Se tem alergia

ao ledipasvir, ao sofosbuvir, ou a qualquer outro componente deste

medicamento (indicados na secção 6 deste folheto).

Se estiver a tomar presentemente qualquer um dos seguintes medicamentos:

rifampicina e rifabutina

(antibióticos utilizados para tratar infeções, incluindo a

tuberculose);

Hipericão

(medicamento à base de plantas utilizado para tratar a depressão);

carbamazepina, fenobarbital e fenitoína

(medicamentos utilizados para tratar a

epilepsia e evitar convulsões);

rosuvastatina

(um medicamento utilizado para tratar o colesterol elevado).

Se alguma destas condições for aplicável a si,

não tome Harvoni e informe imediatamente o seu

médico.

Advertências e precauções

O seu médico saberá se qualquer uma das seguintes condições se aplica a si. Estas serão consideradas

antes de ser iniciado o tratamento com Harvoni.

Outros problemas de fígado

além da hepatite C, por exemplo

se estiver em lista de espera para um transplante de fígado;

se tem

uma infeção atual ou anterior pelo vírus da

hepatite B

, uma vez que o seu médico

pode querer controlá-lo mais frequentemente;

Problemas de rins ou se estiver a fazer diálise renal,

porque Harvoni não foi completamente

estudado em doentes com problemas graves de rins;

Tratamento em curso para uma infeção pelo VIH,

porque o seu médico pode querer

controlá-lo mais frequentemente.

Fale com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar Harvoni se:

toma atualmente, ou tomou nos últimos meses, o medicamento amiodarona para o tratamento de

frequências cardíacas irregulares, uma vez que pode causar uma redução da sua frequência

cardíaca potencialmente fatal. O seu médico pode considerar tratamentos diferentes no caso de

ter tomado este medicamento. Se o tratamento com Harvoni for necessário, poderá necessitar de

monitorização cardíaca adicional.

tem diabetes. Após o início do tratamento com Harvoni poderá necessitar de um controlo mais

rigoroso dos seus níveis de glucose no sangue e/ou um ajuste da sua medicação para a diabetes.

Alguns doentes com diabetes apresentaram níveis baixos de açúcar no sangue (hipoglicemia)

após o início do tratamento com medicamentos como Harvoni.

Informe o seu médico imediatamente

se estiver atualmente a tomar, ou tiver tomado nos últimos

meses, quaisquer medicamentos para problemas cardíacos e se, durante o tratamento, sofrer de:

frequência cardíaca lenta ou irregular, ou problemas no ritmo cardíaco;

falta de ar ou agravamento de falta de ar existente;

dor no peito;

tonturas;

palpitações;

quase desmaio ou desmaio.

Análises ao sangue

O seu médico fará análises ao seu sangue antes, durante e depois do seu tratamento com Harvoni. Isto

para que:

O seu médico possa decidir se deverá tomar Harvoni e durante quanto tempo;

O seu médico possa confirmar que o seu tratamento funcionou e que já não tem o vírus da

hepatite C.

Crianças e adolescentes

Não administre este medicamento a crianças com menos de 3 anos de idade. A utilização de Harvoni

em crianças com menos de 3 anos de idade não foi ainda estudada.

Outros medicamentos e Harvoni

Informe o seu médico ou farmacêutico

se estiver a tomar, tiver tomado recentemente, ou se vier a

tomar outros medicamentos.

Varfarina e outros medicamentos semelhantes designados antagonistas da vitamina K utilizados para

tornar o sangue mais fluido. O seu médico poderá necessitar de aumentar a frequência das suas

análises ao sangue para verificar se o sangue coagula corretamente.

A função do seu fígado pode alterar-se com o tratamento da hepatite C e, portanto, pode afetar outros

medicamentos (p. ex., medicamentos usados para suprimir o seu sistema imunitário, etc.). O seu

médico pode precisar de monitorizar atentamente estes outros medicamentos que está a tomar e fazer

ajustes depois de começar a tomar Harvoni.

Caso tenha dúvidas sobre a toma de outros medicamentos, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Alguns medicamentos não devem ser tomados com Harvoni.

Não tome nenhum outro medicamento que contenha sofosbuvir, uma das substâncias

ativas de Harvoni.

Informe o seu médico ou farmacêutico

se estiver a tomar qualquer um dos medicamentos

abaixo:

amiodarona,

utilizada para o tratamento de frequências cardíacas irregulares

tenofovir disoproxil fumarato

ou qualquer medicamento contendo tenofovir disoproxil

fumarato, utilizado para tratar a infeção pelo VIH

digoxina

utilizada para tratar doenças cardíacas

dabigatrano

utilizado para tornar o sangue mais fluido

estatinas

utilizadas para tratar o colesterol elevado

rifapentina

(antibiótico utilizado para tratar infeções, incluindo a tuberculose)

oxcarbazepina

(um medicamento utilizado para tratar a epilepsia e evitar convulsões)

tipranavir

(utilizado para tratar a infeção pelo VIH).

A toma de Harvoni com qualquer um destes medicamentos pode impedir que os seus medicamentos

atuem corretamente ou pode agravar quaisquer efeitos indesejáveis. O seu médico pode ter de lhe dar

um medicamento diferente ou ter de ajustar as doses dos medicamentos que está a tomar.

Peça aconselhamento ao seu médico ou farmacêutico

se tomar medicamentos utilizados para

tratar

úlceras de estômago, azia ou refluxo de ácido

Estes incluem:

antiácidos (tais como hidróxido de alumínio/hidróxido de magnésio ou carbonato de

cálcio). Estes devem ser tomados pelo menos 4 horas antes ou 4 horas depois de Harvoni;

inibidores da bomba de protões (tais como omeprazol, lansoprazol, rabeprazol,

pantoprazol e esomeprazol). Estes devem ser tomados na mesma altura que Harvoni. Não

tome inibidores da bomba de protões antes de Harvoni. O seu médico pode dar-lhe um

medicamento diferente ou ajustar a dose do medicamento que está a tomar;

antagonistas dos recetores H

(tais como famotidina, cimetidina, nizatidina ou ranitidina).

O seu médico pode dar-lhe um medicamento diferente ou ajustar a dose do medicamento

que está a tomar.

Estes medicamentos podem diminuir a quantidade de ledipasvir no seu sangue. Se estiver a tomar um

destes medicamentos, o seu médico dar-lhe-á um medicamento diferente para úlceras de estômago,

azia ou refluxo de ácido, ou aconselhará sobre como e quando tomar esse medicamento.

Gravidez e contraceção

Desconhecem-se quais são os efeitos de Harvoni durante a gravidez. Se está grávida, se pensa estar

grávida ou planeia engravidar, consulte o seu médico antes de tomar este medicamento.

A gravidez tem de ser evitada se Harvoni for tomado juntamente com a ribavirina. É muito importante

que leia com muita atenção a secção "Gravidez" do folheto informativo da ribavirina. A ribavirina

pode ser muito prejudicial para um feto. Por conseguinte, têm de ser tomadas precauções especiais nas

relações sexuais se houver qualquer possibilidade de ocorrer uma gravidez.

Você ou o seu parceiro (ou a sua parceira) devem utilizar um método contracetivo eficaz

durante o tratamento com Harvoni juntamente com ribavirina e durante algum tempo depois

deste terminar. É muito importante que leia com muita atenção a secção “Gravidez” do folheto

informativo da ribavirina. Aconselhe-se junto do seu médico sobre um método contracetivo

eficaz adequado para si.

Se engravidar, ou a sua parceira engravidar, durante o tratamento com Harvoni e ribavirina ou

nos meses que seguem, deve contactar imediatamente o seu médico.

Amamentação

Não amamente durante o tratamento com Harvoni.

Não se sabe se o ledipasvir ou o sofosbuvir, as

duas substâncias ativas de Harvoni, passam para o leite humano.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Caso se sinta cansado depois de tomar Harvoni, não deve participar em atividades que exijam

concentração, por exemplo, não conduza, não ande de bicicleta e não opere máquinas.

Harvoni 90 mg/400 mg e 45 mg/200 mg comprimidos revestidos por película contém lactose

Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes

de tomar este medicamento.

Harvoni 90 mg/400 mg comprimidos revestidos por película contém amarelo-sunset FCF (E110),

que pode causar reações alérgicas

Informe o seu médico se é alérgico

ao amarelo-

sunset

FCF, também chamado “E110”, antes

de tomar este medicamento.

3.

Como tomar Harvoni

Tome este medicamento exatamente como indicado pelo seu médico. Fale com o seu médico ou

farmacêutico se tiver dúvidas.

Dose recomendada

Harvoni deve ser tomado como indicado pelo seu médico.

A dose recomendada de Harvoni

em

adultos

é de

um comprimido revestido por película de 90 mg/400 mg uma vez por dia

. O seu

médico dir-lhe-á durante quantas semanas deverá tomar Harvoni.

A dose recomendada de Harvoni em crianças com 3 ou mais anos de idade é baseada no peso.

Tome Harvoni como indicado pelo seu médico.

Engula o(s) comprimido(s) inteiro(s) com ou sem alimentos. Não mastigue, esmague ou divida o

comprimido porque este tem um sabor muito amargo. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver

problemas em engolir comprimidos.

Se estiver a tomar um antiácido

, tome-o pelo menos 4 horas antes ou pelo menos 4 horas depois de

Harvoni.

Se estiver a tomar um inibidor da bomba de protões

, tome o inibidor da bomba de protões na

mesma altura que Harvoni. Não o tome antes de Harvoni.

Se vomitar após tomar Harvoni,

pode afetar a quantidade de Harvoni no seu sangue. Isto pode fazer

com que Harvoni não atue tão bem.

Se vomitar

menos de 5 horas após

tomar Harvoni, tome outra dose.

Se vomitar

mais de 5 horas após

tomar Harvoni, não necessita tomar outra dose até à hora

prevista para tomar a próxima dose.

Se tomar mais Harvoni do que deveria

Se tomar acidentalmente mais do que a dose recomendada, deverá contactar imediatamente o seu

médico ou os serviços de urgência do hospital mais próximo para aconselhamento. Leve consigo o

frasco de comprimidos para que possa descrever facilmente o que tomou.

Caso se tenha esquecido de tomar Harvoni

É importante que não se esqueça de tomar nenhuma dose deste medicamento.

Caso se esqueça de tomar uma dose, tente lembrar-se quanto tempo decorreu desde que tomou pela

última vez Harvoni:

Se se aperceber nas 18 horas

após a hora a que habitualmente toma Harvoni, deve tomar a

dose logo que lhe for possível. Depois tome a dose seguinte à hora habitual.

Se tiverem passado 18 horas ou mais

após a hora a que habitualmente toma Harvoni, aguarde

e tome a dose seguinte à hora habitual. Não tome uma dose a dobrar (duas doses muito

próximas).

Não pare de tomar Harvoni

Não pare de tomar este medicamento a menos que o seu médico lhe diga para o fazer. É muito

importante que termine o ciclo completo de tratamento para dar ao medicamento toda a possibilidade

de tratar a sua infeção pelo vírus da hepatite C.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou

farmacêutico.

4.

Efeitos indesejáveis possíveis

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos indesejáveis. Se tomar Harvoni

poderá ter um ou mais dos efeitos indesejáveis abaixo indicados:

Efeitos indesejáveis muito frequentes

(podem afetar mais do que 1 em cada 10 pessoas)

dores de cabeça

sensação de cansaço

Efeitos indesejáveis frequentes

(podem afetar até 1 em cada 10 pessoas)

erupção cutânea

Outros efeitos que podem ser observados durante o tratamento com Harvoni

A frequência dos seguintes efeitos indesejáveis é desconhecida (não pode ser calculada a partir dos

dados disponíveis).

inchaço da face, lábios, língua ou garganta (angioedema).

Outros efeitos que podem ser observados durante o tratamento com sofosbuvir:

A frequência dos seguintes efeitos indesejáveis é desconhecida (não pode ser calculada a partir dos

dados disponíveis).

uma erupção cutânea grave generalizada com pele a descamar que pode ser acompanhada por

febre, sintomas semelhantes aos da gripe, bolhas na boca, olhos e/ou órgãos genitais (síndrome

de Stevens-Johnson).

Comunicação de efeitos indesejáveis

Se tiver quaisquer efeitos indesejáveis

, incluindo possíveis efeitos indesejáveis não indicados neste

folheto,

fale com o seu médico ou farmacêutico.

Também poderá comunicar efeitos indesejáveis

diretamente através do sistema nacional de notificação mencionado no Apêndice V. Ao comunicar

efeitos indesejáveis, estará a ajudar a fornecer mais informações sobre a segurança deste

medicamento.

5.

Como conservar Harvoni

Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso no frasco e na embalagem exterior,

após “EXP”. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

O medicamento não necessita de quaisquer precauções especiais de conservação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu

farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger

o ambiente.

6.

Conteúdo da embalagem e outras informações

Qual a composição de Harvoni

As substâncias ativas são

o ledipasvir e o sofosbuvir. Cada comprimido revestido por película

contém 90 mg de ledipasvir e 400 mg de sofosbuvir ou 45 mg de ledipasvir e 200 mg de

sofosbuvir.

Os outros componentes são

Núcleo do comprimido:

Copovidona, lactose mono-hidratada, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, sílica

coloidal anidra, estearato de magnésio.

Revestimento por película:

Álcool polivinílico, dióxido de titânio, macrogol, talco e, apenas para o comprimido de

90 mg/400 mg, amarelo-

sunset

FCF (E110).

Qual o aspeto de Harvoni e conteúdo da embalagem

Os comprimidos revestidos por película de Harvoni 90 mg/400 mg são comprimidos cor-de-laranja,

em forma de losango, gravados com “GSI” num lado e com “7985” no outro lado. O comprimido tem

aproximadamente 19 mm de comprimento e 10 mm de largura.

Os comprimidos revestidos por película de Harvoni 45 mg/200 mg são brancos, em forma de cápsula,

gravados com “GSI” num lado e com “HRV” no outro lado. O comprimido tem aproximadamente

14 mm de comprimento e 7 mm de largura.

Cada frasco contém um exsicante de sílica gel (agente secante) que deve ser mantido dentro do frasco

para proteger os seus comprimidos. O exsicante de sílica gel está contido numa saqueta ou recipiente

separado e não deve ser engolido.

Estão disponíveis as seguintes apresentações:

embalagens exteriores contendo 1 frasco de 28 comprimidos revestidos por película para os

comprimidos revestidos por película de 90 mg/400 mg e de 45 mg/200 mg.

embalagens exteriores contendo 3 frascos de 28 (84) comprimidos revestidos por película

apenas para os comprimidos revestidos por película de 90 mg/400 mg. É possível que não sejam

comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

Gilead Sciences Ireland UC

Carrigtohill

County Cork, T45 DP77

Irlanda

Fabricante

Gilead Sciences Ireland UC

IDA Business & Technology Park

Carrigtohill

County Cork

Irlanda

Para quaisquer informações sobre este medicamento, queira contactar o representante local do Titular

da Autorização de Introdução no Mercado:

België/Belgique/Belgien

Gilead Sciences Belgium SPRL-BVBA

Tél/Tel: + 32 (0) 24 01 35 50

Lietuva

Gilead Sciences Poland Sp. z o.o.

Tel: + 48 22 262 8702

България

Gilead Sciences Ireland UC

Тел.: + 353 (0) 1 686 1888

Luxembourg/Luxemburg

Gilead Sciences Belgium SPRL-BVBA

Tél/Tel: + 32 (0) 24 01 35 50

Česká republika

Gilead Sciences s.r.o.

Tel: + 420 910 871 986

Magyarország

Gilead Sciences Ireland UC

Tel: + 353 (0) 1 686 1888

Danmark

Gilead Sciences Sweden AB

Tlf: + 46 (0) 8 5057 1849

Malta

Gilead Sciences Ireland UC

Tel: + 353 (0) 1 686 1888

Deutschland

Gilead Sciences GmbH

Tel: + 49 (0) 89 899890-0

Nederland

Gilead Sciences Netherlands B.V.

Tel: + 31 (0) 20 718 36 98

Eesti

Gilead Sciences Poland Sp. z o.o.

Tel: + 48 22 262 8702

Norge

Gilead Sciences Sweden AB

Tlf: + 46 (0) 8 5057 1849

Ελλάδα

Gilead Sciences Ελλάς Μ.ΕΠΕ.

Τηλ: + 30 210 8930 100

Österreich

Gilead Sciences GesmbH

Tel: + 43 1 260 830

España

Gilead Sciences, S.L.

Tel: + 34 91 378 98 30

Polska

Gilead Sciences Poland Sp. z o.o.

Tel: + 48 22 262 8702

France

Gilead Sciences

Tél: + 33 (0) 1 46 09 41 00

Portugal

Gilead Sciences, Lda.

Tel: + 351 21 7928790

Hrvatska

Gilead Sciences Ireland UC

Tel: + 353 (0) 1 686 1888

România

Gilead Sciences Ireland UC

Tel: + 353 (0) 1 686 1888

Ireland

Gilead Sciences Ireland UC

Tel: + 353 (0) 214 825 999

Slovenija

Gilead Sciences Ireland UC

Tel: + 353 (0) 1 686 1888

Ísland

Gilead Sciences Sweden AB

Sími: + 46 (0) 8 5057 1849

Slovenská republika

Gilead Sciences Slovakia s.r.o.

Tel: + 421 232 121 210

Italia

Gilead Sciences S.r.l.

Tel: + 39 02 439201

Suomi/Finland

Gilead Sciences Sweden AB

Puh/Tel: + 46 (0) 8 5057 1849

Κύπρος

Gilead Sciences Ελλάς Μ.ΕΠΕ.

Τηλ: + 30 210 8930 100

Sverige

Gilead Sciences Sweden AB

Tel: + 46 (0) 8 5057 1849

Latvija

Gilead Sciences Poland Sp. z o.o.

Tel: + 48 22 262 8702

United Kingdom (Northern Ireland)

Gilead Sciences Ireland UC

Tel: + 44 (0) 8000 113700

Este folheto foi revisto pela última vez em

Está disponível informação pormenorizada sobre este medicamento no sítio da internet da Agência

Europeia de Medicamentos: http://www.ema.europa.eu/.

Folheto informativo: Informação para o utilizador

Harvoni 33,75 mg/150 mg granulado revestido em saqueta

Harvoni 45 mg/200 mg granulado revestido em saqueta

ledipasvir/sofosbuvir

Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Isto irá permitir a rápida identificação de

nova informação de segurança. Poderá ajudar, comunicando quaisquer efeitos indesejáveis que tenha.

Para saber como comunicar efeitos indesejáveis, veja o final da secção 4.

Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento, pois contém

informação importante para si.

Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente.

Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado apenas para si. Não deve dá-lo a outros. O medicamento pode

ser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sinais de doença.

Se tiver quaisquer efeitos indesejáveis, incluindo possíveis efeitos indesejáveis não indicados

neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico. Ver secção 4.

O que contém este folheto

O que é Harvoni e para que é utilizado

O que precisa de saber antes de tomar Harvoni

Como tomar Harvoni

Efeitos indesejáveis possíveis

Como conservar Harvoni

Conteúdo da embalagem e outras informações

Se Harvoni foi prescrito para o seu filho, tenha em conta que todas as informações neste folheto

são aplicáveis ao seu filho (neste caso, leia “o seu filho” em vez de “você”).

1.

O que é Harvoni e para que é utilizado

Harvoni granulado é um medicamento que contém as substâncias ativas ledipasvir e sofosbuvir, que

são administradas numa formulação em granulado. Harvoni é administrado para tratar a infeção

crónica (prolongada) pelo vírus da hepatite C em

adultos

crianças com 3 anos ou mais velhas

A hepatite C é uma infeção do fígado causada por um vírus. As substâncias ativas presentes no

medicamento atuam em conjunto bloqueando duas proteínas diferentes que o vírus necessita para

crescer e reproduzir-se, permitindo que a infeção seja eliminada permanentemente do organismo.

Harvoni é por vezes tomado com outro medicamento, a ribavirina.

É muito importante que também leia os folhetos informativos dos outros medicamentos que tomará

com Harvoni. Se tiver quaisquer dúvidas sobre os seus medicamentos, fale com o seu médico ou

farmacêutico.

2.

O que precisa de saber antes de tomar Harvoni

Não tome Harvoni

Se tem alergia

ao ledipasvir, ao sofosbuvir, ou a qualquer outro componente deste

medicamento (indicados na secção 6 deste folheto).

Leia o documento completo

ANEXO I

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Isto irá permitir a rápida identificação de

nova informação de segurança. Pede-se aos profissionais de saúde que notifiquem quaisquer suspeitas

de reações adversas. Para saber como notificar reações adversas, ver secção 4.8.

1.

NOME DO MEDICAMENTO

Harvoni 90 mg/400 mg comprimidos revestidos por película

Harvoni 45 mg/200 mg comprimidos revestidos por película

2.

COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA

Harvoni 90 mg/400 mg comprimidos revestidos por película

Cada comprimido revestido por película contém 90 mg de ledipasvir e 400 mg de sofosbuvir.

Excipientes com efeito conhecido

Cada comprimido revestido por película contém 157 mg de lactose (na forma mono-hidratada) e

27 microgramas de amarelo-

sunset

FCF.

Harvoni 45 mg/200 mg comprimidos revestidos por película

Cada comprimido revestido por película contém 45 mg de ledipasvir e 200 mg de sofosbuvir.

Excipientes com efeito conhecido

Cada comprimido revestido por película contém 78 mg de lactose (na forma mono-hidratada).

Lista completa de excipientes, ver secção 6.1.

3.

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido revestido por película.

Harvoni 90 mg/400 mg comprimidos revestidos por película

Comprimido revestido por película cor-de-laranja, em forma de losango, com dimensões de

aproximadamente 19 mm x 10 mm, gravado com “GSI” num lado e com “7985” no outro lado.

Harvoni 45 mg/200 mg comprimidos revestidos por película

Comprimido revestido por película branco, em forma de cápsula, com dimensões de aproximadamente

14 mm x 7 mm, gravado com “GSI” num lado e com “HRV” no outro lado.

4.

INFORMAÇÕES CLÍNICAS

4.1

Indicações terapêuticas

Harvoni é indicado para o tratamento da hepatite C crónica (HCC) em doentes adultos e pediátricos

com 3 ou mais anos de idade (ver secções 4.2, 4.4 e 5.1).

Em relação à atividade específica para os genótipos do vírus da hepatite C (VHC), ver secções 4.4. e

5.1.

4.2

Posologia e modo de administração

O tratamento com Harvoni deve ser iniciado e monitorizado por um médico com experiência no

tratamento de doentes com HCC.

Posologia

A dose recomendada de Harvoni em adultos é de 90 mg/400 mg uma vez por dia, com ou sem

alimentos (ver secção 5.2).

A dose recomendada de Harvoni em doentes pediátricos com 3 ou mais anos de idade é baseada no

peso (conforme detalhado na Tabela 2) e pode ser tomada com ou sem alimentos (ver secção 5.2).

Está disponível uma formulação em granulado de Harvoni para o tratamento da infeção crónica pelo

VHC em doentes pediátricos com 3 ou mais anos de idade que tenham dificuldade em deglutir os

comprimidos revestidos por película. Consulte o Resumo das Características do Medicamento de

Harvoni 33,75 mg/150 mg ou 45 mg/200 mg granulado.

Tabela 1: Duração recomendada do tratamento com Harvoni e utilização recomendada da ribavirina

coadministrada em certos subgrupos

População de doentes

(incluindo doentes coinfetados pelo VIH)

Tratamento e duração

Doentes adultos e pediátricos com 3 ou mais anos de idade

a

com HCC de genótipo 1, 4, 5 ou 6

Doentes sem cirrose

Harvoni durante 12 semanas.

Poderá considerar-se Harvoni durante 8 semanas em

doentes infetados com o genótipo 1, não tratados

anteriormente (ver secção 5.1, estudo ION-3).

Doentes com cirrose compensada

Harvoni + ribavirina

durante 12 semanas

Harvoni (sem ribavirina) durante 24 semanas.

Poderá considerar-se Harvoni (sem ribavirina) durante

12 semanas em doentes considerados em baixo risco de

progressão clínica da doença e que têm opções subsequentes

de repetição do tratamento (ver secção 4.4).

Doentes pós-transplante hepático sem

cirrose ou com cirrose compensada

Harvoni + ribavirina

durante 12 semanas (ver secção 5.1).

Poderá considerar-se Harvoni (sem ribavirina) durante

12 semanas (em doentes sem cirrose) ou 24 semanas (em

doentes com cirrose) em doentes que não são elegíveis ou

que são intolerantes à ribavirina.

Doentes com cirrose descompensada,

independentemente da relação com o

transplante

Harvoni + ribavirina

durante 12 semanas (ver secção 5.1).

Poderá considerar-se Harvoni (sem ribavirina) durante

24 semanas em doentes que não são elegíveis ou que são

intolerantes à ribavirina.

Doentes adultos e pediátricos com 3 ou mais anos de idade

a

com HCC de genótipo 3

Doentes com cirrose compensada e/ou que

não responderam a tratamento anterior

Harvoni + ribavirina

durante 24 semanas (ver secções 4.4 e

5.1).

Consulte a Tabela 2 para recomendações quanto à posologia de Harvoni com base no peso para doentes pediátricos com

3 ou mais anos de idade.

Adultos: ribavirina baseada no peso (< 75 kg = 1.000 mg e ≥ 75 kg = 1.200 mg), administrada por via oral em duas doses

repartidas, com alimentos.

Doentes pediátricos: para recomendações quanto à posologia de ribavirina, consulte a tabela 4 abaixo.

Para recomendações quanto à posologia de ribavirina em doentes adultos com cirrose descompensada, consulte a tabela 3

abaixo.

Tabela 2: Posologia para doentes pediátricos com 3 ou mais anos de idade que tomam Harvoni

comprimidos*

Peso corporal (kg)

Posologia de Harvoni comprimidos

Dose diária de

ledipasvir/sofosbuvir

≥ 35

um comprimido de 90 mg/400 mg

uma vez por dia

dois comprimidos de 45 mg/200 mg

uma vez por dia

90 mg/400 mg/dia

17 a < 35

um comprimido de 45 mg/200 mg

uma vez por dia

45 mg/200 mg/dia

* Harvoni está também disponível em granulado para utilização em doentes pediátricos com HCC com 3 ou mais anos de

idade (ver secção 5.1). Não é recomendado que os doentes com peso < 17 kg tomem comprimidos. Consulte o Resumo das

Características do Medicamento de Harvoni 33,75 mg/150 mg ou 45 mg/200 mg granulado.

Tabela 3: Orientações para a posologia de ribavirina ao administrar com Harvoni em doentes adultos com

cirrose descompensada

Doente

Dose de ribavirina*

Cirrose pré-transplante Classe B de

Child-Pugh-Turcotte (CPT)

1.000 mg por dia em doentes com peso < 75 kg e 1.200 mg para

doentes com peso ≥ 75 kg

Cirrose pré-transplante Classe C de

Cirrose pós-transplante Classe B ou C

de CPT

Dose inicial de 600 mg, que pode ser titulada até um máximo de

1.000/1.200 mg (1.000 mg para doentes com peso < 75 kg e

1.200 mg para doentes com peso ≥ 75 kg), se for bem tolerada. Se

a dose inicial não for bem tolerada, a mesma deve ser reduzida

conforme clinicamente indicado com base nos níveis de

hemoglobina.

* Se não puder ser alcançada uma dose de ribavirina mais normalizada (por peso e função renal) por motivos de

tolerabilidade, devem-se considerar 24 semanas de Harvoni + ribavirina para minimizar o risco de recidiva.

Para adultos, quando a ribavirina é adicionada a Harvoni, consulte também o Resumo das

Características do Medicamento da ribavirina.

Em doentes pediátricos com 3 ou mais anos de idade, é recomendada a seguinte posologia de

ribavirina, em que a ribavirina é repartida em duas doses diárias administradas com alimentos:

Tabela 4: Orientações para a posologia de ribavirina ao administrar com Harvoni em doentes pediátricos

com 3 ou mais anos de idade.

Peso corporal (kg)

Dose de ribavirina*

< 47

15 mg/kg/dia

47-49

600 mg/dia

50-65

800 mg/dia

66-74

1000 mg/dia

> ou = 75

1200 mg/dia

* A dose diária de ribavirina é baseada no peso e administrada por via oral em duas doses repartidas, com alimentos.

Modificação da dose de ribavirina em adultos a tomarem 1.000-1.200 mg por dia

Se Harvoni for utilizado em associação com ribavirina e um doente tiver uma reação adversa grave

potencialmente relacionada com a ribavirina, a dose de ribavirina deve ser modificada ou

descontinuada, se apropriado, até a reação adversa atenuar ou diminuir em termos de gravidade. A

Tabela 5 apresenta as normas orientadoras para modificações e descontinuação da dose com base na

concentração da hemoglobina e estado cardíaco do doente.

Tabela 5: Normas orientadoras para modificação da dose de ribavirina para coadministração com

Harvoni em adultos

Valores laboratoriais

Diminuir a dose de ribavirina

para 600 mg/dia se:

Descontinuar a ribavirina se:

Hemoglobina em doentes sem

doença cardíaca

< 10 g/dl

< 8,5 g/dl

Valores laboratoriais

Diminuir a dose de ribavirina

para 600 mg/dia se:

Descontinuar a ribavirina se:

Hemoglobina em doentes com

antecedentes de doença cardíaca

estável

Diminuição da hemoglobina

≥ 2 g/dl durante qualquer período

de 4 semanas do tratamento

< 12 g/dl apesar de 4 semanas

numa dose reduzida

Depois de a ribavirina ter sido interrompida devido a uma anomalia laboratorial ou manifestação

clínica, poderá ser feita uma tentativa de reiniciar a ribavirina na dose de 600 mg por dia e aumentar

subsequentemente a dose para 800 mg por dia. Contudo, não se recomenda que a ribavirina seja

aumentada para a dose inicialmente atribuída (1.000 mg a 1.200 mg por dia).

População pediátrica com idade < 3 anos

A segurança e a eficácia de Harvoni em doentes pediátricos com idade < 3 anos não foram

estabelecidas. Não existem dados disponíveis.

Omissão de uma dose

Os doentes devem ser informados de que se ocorrerem vómitos no período de 5 horas após a

administração da dose, deve tomar-se um comprimido adicional. Se ocorrerem vómitos mais de

5 horas após a administração da dose, não é necessária uma dose adicional (ver secção 5.1).

Se houver omissão de uma dose e isto acontecer no período de 18 horas após a hora normal, os

doentes devem ser instruídos a tomar o comprimido assim que possível e os doentes devem então

tomar a dose seguinte à hora habitual. Se isto acontecer após 18 horas, então os doentes devem ser

instruídos a esperar e tomar a dose seguinte à hora habitual. Os doentes devem ser instruídos a não

tomar uma dose a dobrar.

Idosos

Não se justificam ajustes posológicos em doentes idosos (ver secção 5.2).

Compromisso renal

Não são necessários ajustes posológicos de Harvoni em doentes com compromisso renal ligeiro ou

moderado.

Os dados de segurança são limitados em doentes com compromisso renal grave (taxa de filtração

glomerular estimada [TFGe] < 30 ml/min/1,73 m

) e doença renal em fase terminal (DRFT)

necessitando de diálise. Harvoni pode ser utilizado nestes doentes sem ajuste posológico quando não

estiverem disponíveis outras opções terapêuticas relevantes (ver secção 4.4, 4.8, 5.1 e 5.2).

Compromisso hepático

Não são necessários ajustes posológicos de Harvoni em doentes com compromisso hepático ligeiro,

moderado ou grave (classe A, B ou C de Child-Pugh-Turcotte [CPT]) (ver secção 5.2). A segurança e

eficácia de ledipasvir/sofosbuvir foram estabelecidas em doentes com cirrose descompensada (ver

secção 5.1).

Modo de administração

Via oral.

Os doentes devem ser instruídos a engolir o(s) comprimido(s) inteiro(s) com ou sem alimentos.

Devido ao sabor amargo, recomenda-se que os comprimidos revestidos por película não sejam

mastigados ou esmagados (ver secção 5.2).

4.3

Contraindicações

Hipersensibilidade às substâncias ativas ou a qualquer um dos excipientes mencionados na secção 6.1.

Coadministração com rosuvastatina (ver secção 4.5).

Utilização com indutores fortes da P-gp

Medicamentos que são indutores fortes da glicoproteína P (P-gp) no intestino (carbamazepina,

fenobarbital, fenitoína, rifampicina, rifabutina e hipericão). A coadministração irá diminuir

significativamente as concentrações plasmáticas de ledipasvir e de sofosbuvir podendo resultar na

perda de eficácia de Harvoni (ver secção 4.5).

4.4

Advertências e precauções especiais de utilização

Harvoni não deve ser administrado concomitantemente com outros medicamentos contendo

sofosbuvir.

Atividade específica para os genótipos

No que respeita aos regimes recomendados com diferentes genótipos do VHC, ver secção 4.2. No que

respeita à atividade clínica e virológica específica contra os genótipos, ver secção 5.1.

Os dados clínicos que apoiam a utilização de Harvoni em adultos infetados pelo VHC de genótipo 3

são limitados (ver secção 5.1). A eficácia relativa de um regime de 12 semanas consistindo em

ledipasvir/sofosbuvir + ribavirina, em comparação com a de um regime de 24 semanas de sofosbuvir +

ribavirina não foi investigada. Aconselha-se um tratamento conservador durante 24 semanas em todos

os doentes com genótipo 3 anteriormente tratados e nos doentes com cirrose com genótipo 3 sem

exposição anterior ao tratamento (ver secção 4.2). Na infeção pelo genótipo 3, a utilização de Harvoni

(sempre em combinação com ribavirina) só deve ser considerada para doentes que se crê apresentarem

risco elevado de progressão clínica da doença e que não têm opções de tratamento alternativas.

Os dados clínicos que apoiam a utilização de Harvoni em adultos infetados pelo VHC de genótipo 2 e

6 são limitados (ver secção 5.1).

Bradicardia grave e bloqueio cardíaco

Têm sido observados casos potencialmente fatais de bradicardia grave e bloqueio cardíaco quando

regimes contendo sofosbuvir são utilizados em associação com amiodarona. A bradicardia ocorreu

geralmente dentro de horas a dias, mas foram observados casos de aparecimento mais tardio, a maioria

dos quais até 2 semanas após o início do tratamento para o VHC.

A amiodarona só deve ser utilizada em doentes a tomarem Harvoni quando outros tratamentos

antiarrítmicos alternativos não são tolerados ou são contraindicados.

No caso de a utilização concomitante da amiodarona ser considerada necessária, recomenda-se que os

doentes sejam sujeitos a monitorização cardíaca em contexto hospitalar durante as primeiras 48 horas

após a coadministração, após a qual deve ser instituída monitorização diária da frequência cardíaca em

regime ambulatório ou de automonitorização, pelo menos durante as 2 primeiras semanas de

tratamento.

Devido à longa semivida da amiodarona, deve proceder-se também a uma monitorização cardíaca tal

como descrito acima no caso dos doentes que suspenderam a toma da amiodarona nos últimos meses e

que irão iniciar a toma de Harvoni.

Todos os doentes que estejam a utilizar concomitantemente ou tenham utilizado recentemente

amiodarona, devem ser alertados para os sintomas de bradicardia e bloqueio cardíaco e informados da

necessidade de contactarem urgentemente um médico caso verifiquem algum desses sintomas.

Utilização em doentes com diabetes

Após o início do tratamento com antivírico de ação direta (AAD) contra o VHC, os doentes com

diabetes podem beneficiar de um melhor controlo da glucose, resultando potencialmente em

hipoglicemia sintomática. Os níveis de glucose dos doentes com diabetes que tenham iniciado a

terapêutica com antivírico de ação direta devem ser cuidadosamente monitorizados, em especial

durante os 3 primeiros meses e, quando necessário, a sua medicação para a diabetes deve ser alterada.

O médico responsável pelo tratamento da diabetes deve ser informado sobre o início da terapêutica

com antivírico de ação direta.

Coinfeção por VHC/VHB (vírus da hepatite B)

Foram notificados casos de reativação do vírus da hepatite B (VHB), alguns deles fatais, durante ou

após o tratamento com agentes antivíricos de ação direta. Antes do início do tratamento, deve ser

efetuada a triagem para o VHB em todos os doentes. Os doentes coinfetados por VHC/VHB estão em

risco de reativação do VHB e, por conseguinte, devem ser monitorizados e controlados de acordo com

as orientações clínicas atuais.

Tratamento de doentes com exposição anterior a antivíricos de ação direta contra o VHC

Em doentes que não respondem ao tratamento com ledipasvir/sofosbuvir, observa-se, na maioria dos

casos, uma seleção de mutações em NS5A associadas a resistência que diminuem substancialmente a

sensibilidade ao ledipasvir (ver secção 5.1). Dados limitados indicam que este tipo de mutações na

NS5A não sofre reversão durante o seguimento a longo prazo. Não existem presentemente dados que

apoiem a eficácia da repetição do tratamento em doentes que não responderam a ledipasvir/sofosbuvir,

com um regime subsequente que contenha um inibidor da NS5A. Analogamente, não existem

presentemente dados que apoiem a eficácia dos inibidores da protease NS3/4A em doentes que não

responderam previamente a um tratamento anterior que incluiu um inibidor da protease NS3/4A. Por

conseguinte, estes doentes podem depender de outras classes de medicamentos para eliminação da

infeção pelo VHC. Consequentemente, deverá ser considerado um tratamento mais longo em doentes

cujas opções subsequentes de repetição do tratamento são incertas.

Compromisso renal

Os dados de segurança são limitados em doentes com compromisso renal grave (TFGe

< 30 ml/min/1,73 m

) e DRFT necessitando de hemodiálise. Harvoni pode ser utilizado nestes doentes

sem ajuste posológico quando não estiverem disponíveis outras opções terapêuticas relevantes (ver

secções 4.8, 5.1 e 5.2). Quando Harvoni é utilizado em associação com a ribavirina consulte também o

Resumo das Características do Medicamento da ribavirina no caso de doentes com depuração da

creatinina (CrCl) < 50 ml/min (ver secção 5.2).

Adultos com cirrose descompensada e/ou que estão em lista de espera para transplante hepático ou

doentes pós-transplante hepático

A eficácia de ledipasvir/sofosbuvir em doentes infetados pelo VHC de genótipo 5 e genótipo 6 com

cirrose descompensada e/ou que estão em lista de espera para transplante hepático ou doentes pós-

transplante hepático não foi investigada. O tratamento com Harvoni deve ser orientado por uma

avaliação dos potenciais benefícios e riscos para o doente individual.

Utilização com indutores moderados da P-gp

Os medicamentos que são indutores moderados da P-gp no intestino (p. ex., oxcarbazepina) podem

diminuir as concentrações plasmáticas do ledipasvir e do sofosbuvir, levando à redução do efeito

terapêutico de Harvoni. A coadministração destes medicamentos com Harvoni não é recomendada

(ver secção 4.5).

Utilização com certos regimes antirretrovirais contra o VIH

Harvoni demonstrou aumentar a exposição ao tenofovir, especialmente quando utilizado juntamente

com um regime contra o VIH contendo tenofovir disoproxil fumarato e um intensificador

farmacocinético (ritonavir ou cobicistate). A segurança de tenofovir disoproxil fumarato no contexto

terapêutico de Harvoni e de um intensificador farmacocinético não foi estabelecida. Os riscos e

benefícios potenciais associados à coadministração de Harvoni com o comprimido de associação de

dose fixa contendo elvitegravir/cobicistate/emtricitabina/tenofovir disoproxil fumarato ou com

tenofovir disoproxil fumarato administrados juntamente com um inibidor da protease do VIH

potenciado (p. ex., atazanavir ou darunavir) devem ser considerados, especialmente em doentes com

um maior risco de disfunção renal. Os doentes medicados com Harvoni concomitantemente com

elvitegravir/cobicistate/emtricitabina/tenofovir disoproxil fumarato ou com tenofovir disoproxil

fumarato e um inibidor da protease do VIH potenciado devem ser monitorizados para deteção de

reações adversas associadas ao tenofovir. Consulte os Resumos das Características do Medicamento

de tenofovir disoproxil fumarato, de emtricitabina/tenofovir disoproxil fumarato ou de

elvitegravir/cobicistate/emtricitabina/tenofovir disoproxil fumarato para as recomendações sobre

monitorização renal.

Utilização com inibidores da HMG-CoA redutase

A coadministração de Harvoni e inibidores da HMG-CoA redutase (estatinas) pode aumentar

significativamente a concentração da estatina, o que aumenta o risco de miopatia e de rabdomiólise

(ver secção 4.5).

População pediátrica

A utilização de Harvoni não é recomendada em doentes pediátricos com < 3 anos de idade, porque a

segurança e eficácia não foram estabelecidas nesta população.

Excipientes

Harvoni contém o corante azoico amarelo-

sunset

FCF (E110), que pode causar reações alérgicas.

Também contém lactose. Doentes com problemas hereditários raros de intolerância à galactose,

deficiência total de lactase ou malabsorção de glucose-galactose não devem tomar este medicamento.

4.5

Interações medicamentosas e outras formas de interação

Como Harvoni contém ledipasvir e sofosbuvir, quaisquer interações que tenham sido identificadas

com cada uma destas substâncias ativas individualmente podem ocorrer com Harvoni.

Potencial de Harvoni para afetar outros medicamentos

O ledipasvir é um inibidor

in vitro

do transportador de fármacos P-gp e da proteína de resistência ao

cancro da mama (BCRP,

breast cancer resistance protein

) e pode aumentar a absorção intestinal de

substratos destes transportadores administrados concomitantemente.

Potencial de outros medicamentos para afetar Harvoni

O ledipasvir e o sofosbuvir são substratos do transportador de fármacos P-gp e da BCRP, enquanto o

GS-331007 não é.

Os medicamentos que são indutores fortes da P-gp (carbamazepina, fenobarbital, fenitoína,

rifampicina, rifabutina e hipericão) podem diminuir significativamente as concentrações plasmáticas

de ledipasvir e de sofosbuvir, reduzindo o efeito terapêutico de ledipasvir/sofosbuvir e, portanto, são

contraindicados com Harvoni (ver secção 4.3). Os medicamentos que são indutores moderados da

P-gp no intestino (p. ex., oxcarbazepina) podem diminuir as concentrações plasmáticas do ledipasvir e

do sofosbuvir, levando à redução do efeito terapêutico de Harvoni. A coadministração destes

medicamentos com Harvoni não é recomendada (ver secção 4.4). A coadministração com

medicamentos que inibem a P-gp e/ou a BCRP pode aumentar as concentrações plasmáticas de

ledipasvir e sofosbuvir, sem aumentar a concentração plasmática do GS-331007; Harvoni pode ser

coadministrado com inibidores da P-gp e/ou da BCRP. Não são de prever interações medicamentosas

clinicamente significativas com ledipasvir/sofosbuvir mediadas pelas enzimas CYP450 ou UGT1A1.

Doentes tratados com antagonistas da vitamina K

Dado que a função hepática se pode alterar durante o tratamento com Harvoni, é recomendada uma

monitorização atenta dos valores da relação normalizada internacional (INR,

International Normalised

Ratio

Impacto da terapêutica com AAD nos medicamentos metabolizados pelo fígado

A farmacocinética dos medicamentos que são metabolizados pelo fígado (p. ex., agentes

imunossupressores, tais como os inibidores da calcineurina) pode ser afetada por alterações na função

hepática durante a terapêutica com AAD, relacionadas com a depuração do VHC.

Interações entre Harvoni e outros medicamentos

A Tabela 6 apresenta uma lista de interações medicamentosas estabelecidas ou que são,

potencialmente, clinicamente significativas (onde o intervalo de confiança [IC] de 90% da razão da

média geométrica pelos mínimos quadrados [GLSM,

geometric least-squares mean

] era semelhante

“↔”, estava acima “↑”, ou estava abaixo “↓” dos limites de equivalência predeterminados). As

interações medicamentosas descritas baseiam-se em estudos realizados com ledipasvir/sofosbuvir ou

com ledipasvir e sofosbuvir como agentes individuais, ou são interações medicamentosas previstas,

que podem ocorrer com ledipasvir/sofosbuvir. Esta tabela não é totalmente abrangente.

Tabela 6: Interações entre Harvoni e outros medicamentos

Medicamento por áreas

terapêuticas

Efeitos sobre os níveis

dos medicamentos.

Razão média (intervalo

de confiança de 90%) da

AUC, C

max

, C

min

a,b

Recomendação respeitante à coadministração

com Harvoni

AGENTES REDUTORES DE ÁCIDO

A solubilidade de ledipasvir diminui com o aumento

do pH. Prevê-se que os medicamentos que

aumentam o pH gástrico diminuam a concentração

de ledipasvir.

Antiácidos

p. ex., Hidróxido de

alumínio ou hidróxido de

magnésio; carbonato de

cálcio

Interação não estudada.

Previsto:

↓ Ledipasvir

↔ Sofosbuvir

↔ GS-331007

(Aumento do pH gástrico)

Recomenda-se separar a administração do antiácido

e de Harvoni em pelo menos 4 horas.

Medicamento por áreas

terapêuticas

Efeitos sobre os níveis

dos medicamentos.

Razão média (intervalo

de confiança de 90%) da

AUC, C

max

, C

min

a,b

Recomendação respeitante à coadministração

com Harvoni

Antagonistas dos recetores H

2

Famotidina

(dose única de 40 mg)/

ledipasvir (dose única de

90 mg)

/ sofosbuvir (dose

única de 400 mg)

c, d

Famotidina administrada

simultaneamente com

Harvoni

Cimetidina

Nizatidina

Ranitidina

Ledipasvir

↓ C

0,80 (0,69; 0,93)

↔ AUC 0,89 (0,76; 1,06)

Sofosbuvir

↑ C

1,15 (0,88; 1,50)

↔ AUC 1,11 (1,00; 1,24)

GS-331007

↔ C

1,06 (0,97; 1,14)

↔ AUC 1,06 (1,02; 1,11)

(Aumento do pH gástrico)

Os antagonistas dos recetores H

podem ser

administrados simultaneamente ou alternados com

Harvoni numa dose que não exceda doses

comparáveis a 40 mg de famotidina duas vezes por

dia.

Famotidina

(dose única de 40 mg)/

ledipasvir (dose única de

90 mg)

/ sofosbuvir (dose

única de 400 mg)

c, d

Famotidina administrada

12 horas antes de Harvoni

Ledipasvir

↓ C

0,83 (0,69; 1,00)

↔ AUC 0,98 (0,80; 1,20)

Sofosbuvir

↔ C

1,00 (0,76; 1,32)

↔ AUC 0,95 (0,82; 1,10)

GS-331007

↔ C

1,13 (1,07; 1,20)

↔ AUC 1,06 (1,01; 1,12)

(Aumento do pH gástrico)

Inibidores da bomba de protões

Omeprazol

(20 mg uma vez por dia)/

ledipasvir (dose única de

90 mg)

/ sofosbuvir (dose

única de 400 mg)

Omeprazol administrado

simultaneamente com

Harvoni

Lansoprazol

Rabeprazol

Pantoprazol

Esomeprazol

Ledipasvir

↓ C

0,89 (0,61; 1,30)

↓ AUC 0,96 (0,66; 1,39)

Sofosbuvir

↔ C

1,12 (0,88; 1,42)

↔ AUC 1,00 (0,80; 1,25)

GS-331007

↔ C

1,14 (1,01; 1,29)

↔ AUC 1,03 (0,96; 1,12)

(Aumento do pH gástrico)

As doses de inibidores da bomba de protões

comparáveis a 20 mg de omeprazol podem ser

administradas simultaneamente com Harvoni. Os

inibidores da bomba de protões não devem ser

tomados antes de Harvoni.

ANTIARRÍTMICOS

Amiodarona

Efeito sobre as

concentrações de

amiodarona, sofosbuvir e

ledipasvir desconhecido.

A coadministração de amiodarona com um regime

contendo sofosbuvir pode causar bradicardia

sintomática grave.

A utilizar apenas se não existir outra alternativa

disponível. Recomenda-se uma monitorização

atenta no caso de este medicamento ser

administrado com Harvoni (ver secções 4.4 e 4.8).

Leia o documento completo

Official address

Domenico Scarlattilaan 6

1083 HS Amsterdam

The Netherlands

An agency of the European Union

Address for visits and deliveries

Refer to www.ema.europa.eu/how-to-find-us

Send us a question

Go to www.ema.europa.eu/contact

Telephone

+31 (0)88 781 6000

© European Medicines Agency, 2020. Reproduction is authorised provided the source is acknowledged.

EMA/247476/2020

EMEA/H/C/003850

Harvoni (ledipasvir / sofosbuvir)

Um resumo sobre Harvoni e porque está autorizado na UE

O que é Harvoni e para que é utilizado?

Harvoni é um medicamento antivírico utilizado para o tratamento de adultos e crianças a partir dos

3 anos com hepatite C crónica, uma doença infeciosa do fígado causada pelo vírus da hepatite C.

Harvoni contém as substâncias ativas ledipasvir e sofosbuvir.

Como se utiliza Harvoni?

Harvoni só pode ser obtido mediante receita médica e o tratamento deve ser iniciado e monitorizado

por um médico com experiência no tratamento de doentes com hepatite C crónica.

Harvoni está disponível na forma de comprimidos e de granulado em saquetas. O granulado é

adequado para crianças e doentes que tenham dificuldade em engolir os compridos e pode ser

espalhado sobre alimentos moles ou engolido com ou sem água, sem mastigar.

Para adultos, a dose recomendada de Harvoni é de um comprimido de 90 ml de ledispavir e 400 mg de

sofosbuvir uma vez por dia. Para crianças e jovens até aos 18 anos, a dose diária é baseada no peso

corporal. Existem vários tipos (genótipos) de vírus da hepatite C. Harvoni é recomendado para doentes

infetados com os genótipos 1, 4, 5 e 6 e para alguns doentes infetados com o genótipo 3. A duração do

tratamento com Harvoni e a decisão de o usar como medicamento único ou em associação com

ribavirina (outro medicamento) depende do genótipo do vírus e do tipo de problemas de fígado de que

o doente sofre, por exemplo, se tem cirrose (cicatrizes) do fígado ou se o fígado não funciona

adequadamente.

Para mais informações sobre a utilização de Harvoni, leia o Folheto Informativo ou contacte o seu

médico ou farmacêutico.

Como funciona Harvoni?

As substâncias ativas de Harvoni, o ledipasvir e o sofosbuvir, bloqueiam duas proteínas essenciais para

a multiplicação do vírus da hepatite C. O sofosbuvir bloqueia a ação de uma proteína denominada

«ARN polimerase, ARN-dependente, NS5B» e o ledipasvir atua sobre uma proteína denominada

«NS5A». Ao bloquear estas proteínas, Harvoni impede que o vírus da hepatite C se multiplique e infete

novas células.

Harvoni (ledipasvir / sofosbuvir)

EMA/247476/2020

Página 3

O sofosbuvir está autorizado desde janeiro de 2014, com a designação comercial de Sovaldi.

Quais os benefícios demonstrados por Harvoni durante os estudos?

Harvoni foi investigado em três estudos principais que incluíram, no total, cerca de 2000 adultos

infetados com o genótipo 1 do vírus da hepatite C, com função hepática normal. Nos três estudos, o

principal parâmetro de eficácia foi o número de doentes sem sinais de vírus da hepatite C no sangue

12 semanas após o fim do tratamento.

Nesses estudos, os doentes receberam Harvoni isoladamente ou em associação com ribavirina, durante

8, 12 ou 24 semanas, dependendo das suas características individuais. Cerca de 94 % a 99 % dos

doentes que receberam Harvoni isoladamente não apresentavam sinais do vírus 12 semanas após o

fim do tratamento. Para a maioria dos doentes não foi necessário associar ribavirina.

Os resultados dos estudos mostraram também que os doentes com cirrose compensada (fígado com

cicatrizes, mas que continua a funcionar adequadamente) tinham uma maior probabilidade de eliminar

o vírus quando o tratamento era prolongado até às 24 semanas. Os doentes com infeção resistente a

outros medicamentos antivíricos também beneficiavam com o prolongamento do tratamento até às

24 semanas.

Dados de estudos de apoio mostraram que Harvoni associado à ribavirina pode ser benéfico para

certos doentes infetados com o genótipo 3.

Harvoni mostrou eficácia igualmente em doentes infetados com os genótipos 4, 5 e 6, em doentes com

cirrose descompensada (fígado com cicatrizes e que não funciona adequadamente) e em doentes que

tinham recebido um transplante de fígado.

Harvoni foi também investigado em crianças e jovens com idades compreendidas entre os 3 e os

17 anos infetados pelo vírus da hepatite C (essencialmente com o genótipo 1). Os resultados de

100 doentes com idades compreendidas entre os 12 e os 17 anos revelam que 98 % dos doentes não

apresentavam sinais de vírus 12 semanas após o fim do tratamento. Do mesmo modo, não se

observaram sinais do vírus em 97 % das crianças (33 em 34) com idades compreendidas entre os 3 e

os 5 anos e em 99 % das crianças (91 em 92) com idades compreendidas entre os 6 e os 11 anos.

Quais são os riscos associados a Harvoni?

Os efeitos secundários mais frequentes associados a Harvoni (que podem afetar mais de 1 em cada

10 pessoas) são cansaço e dores de cabeça. O uso de Harvoni em simultâneo com rosuvastatina

(medicamento para o tratamento do colesterol) é contraindicado. É igualmente contraindicado o seu

uso em simultâneo com os medicamentos seguintes, que são suscetíveis de reduzir o seu efeito:

Rifampicina e rifabutina (antibióticos);

Carbamazepina, fenobarbital e fenitoína (medicamentos para a epilepsia);

Erva de S. João (preparação à base de plantas utilizada no tratamento da depressão e da

ansiedade).

Para a lista completa dos efeitos secundários comunicados com Harvoni e a lista completa de restrições

de utilização, consulte o Folheto Informativo.

Porque está Harvoni autorizado na UE?

A Agência Europeia de Medicamentos concluiu que os benefícios de Harvoni são superiores aos seus

riscos e o medicamento pode ser autorizado para utilização na UE.

Harvoni (ledipasvir / sofosbuvir)

EMA/247476/2020

Página 3

A Agência considerou que o tratamento com Harvoni, associado ou não à ribavirina, é altamente

eficiente para muitos doentes infetados pelo vírus da hepatite C, incluindo os que receberam um

transplante de fígado ou os que têm cirrose compensada ou cirrose descompensada. Os efeitos

secundários de Harvoni são controláveis.

Que medidas estão a ser adotadas para garantir a utilização segura e eficaz

de Harvoni?

A empresa que comercializa Harvoni realizará um estudo em doentes que já tiveram cancro do fígado

para avaliar o risco de reaparecimento do cancro do fígado após o tratamento com antivíricos de ação

direta como Harvoni. O estudo será realizado à luz de dados que apontam para o risco de

reaparecimento precoce do cancro do fígado em doentes tratados com estes medicamentos.

No Resumo das Características do Medicamento e no Folheto Informativo foram igualmente incluídas

recomendações e precauções a observar pelos profissionais de saúde e pelos doentes para a utilização

segura e eficaz de Harvoni.

Tal como para todos os medicamentos, os dados sobre a utilização de Harvoni são continuamente

monitorizados. Os efeitos secundários comunicados com Harvoni são cuidadosamente avaliados e são

tomadas quaisquer ações necessárias para proteger os doentes.

Outras informações sobre Harvoni

A 17 de novembro de 2014, Harvoni recebeu uma Autorização de Introdução no Mercado, válida para

toda a União Europeia.

Mais informações sobre Harvoni podem ser encontradas no sítio Internet da Internet da Agência:

ema.europa.eu/medicines/human/EPAR/harvoni

Este resumo foi atualizado pela última vez em 05-2020.

Produtos Similares

Pesquisar alertas relacionados a este produto

Ver histórico de documentos

Compartilhe esta informação