Carprogesic 50 mg

Portugal - português - DGAV (Direção Geral de Alimentação e Veterinária)

Compre agora

Ingredientes ativos:
Carprofeno
Disponível em:
Norbrook Laboratories Ltd (Irlanda do Norte)
Código ATC:
QM01AE91
DCI (Denominação Comum Internacional):
Carprofen
Forma farmacêutica:
Comprimido
Via de administração:
Via oral
Tipo de prescrição:
MSRMV - Medicamento Sujeito a Receita Médico-Veterinária
Grupo terapêutico:
Caninos
Área terapêutica:
Carprofeno
Resumo do produto:
Intervalo de Segurança: não aplicável -; ; Frasco(s) - 100 unidade(s) 048/02/07RFVPT Revogado Não; Frasco(s) - 500 unidade(s) 048/02/07RFVPT Revogado Não; Blister(s) - 20 unidade(s) 048/02/07RFVPT Revogado Não; Blister(s) - 100 unidade(s) 048/02/07RFVPT Revogado Não; Blister(s) - 500 unidade(s) 048/02/07RFVPT Revogado Não
Número de autorização:
048/02/07RFVPT

Leia o documento completo

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 1 de 20

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 2 de 20

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

1.

NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO

Carprogesic 50 mg comprimidos para cães.

2.

COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA

Cada comprimido contém:

Substância(s) ativa(s)

Carprofeno

50 mg.

Excipientes

Para a lista completa de excipientes, ver secção 6.1.

3.

FORMA FARMACÊUTICA

Comprimidos:

Comprimido redondo branco/quase branco com um entalhe numa das faces e a

inscrição "50" na face oposta.

Os comprimidos podem ser divididos em duas metades iguais.

4.

INFORMAÇÕES CLÍNICAS

4.1

Espécie(s)-alvo

Canina.

4.2

Indicações de utilização, especificando as espécies-alvo

Nos cães:

Redução

inflamação

causadas

perturbações

músculo-esqueléticas

doenças

degenerativas

articulações.

Como

acompanhamento

analgesia

parenteral no controlo da dor pós-operatória.

4.3

Contraindicações

Não administrar a gatos.

Não administrar a cadelas gestantes ou lactantes.

Não administrar a cachorrinhos com menos de 4 meses de idade.

Não administrar em caso de hipersensibilidade à substância ativa ou a algum dos

excipientes.

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 3 de 20

Não administrar a cães com doenças cardíacas, hepáticas ou renais, se houver a

possibilidade de formação de úlceras ou hemorragias gastrintestinais, ou se houver

evidência de discrasia sanguínea.

Não administrar a animais que sofram de síndrome hemorrágica.

4.4

Advertências especiais para cada espécie-alvo

Consultar as afirmações feitas nas Secções 4.3 e 4.5.

4.5

Precauções especiais de utilização

Precauções especiais para utilização em animais

A utilização em cães idosos pode envolver risco adicional.

Se essa utilização não puder ser evitada, esses cães podem necessitar de dosagem

reduzida e gestão clínica cuidadosa.

Evitar a utilização em cães desidratados, hipovolémicos ou hipotensivos, sob risco

potencial de toxicidade renal aumentada.

Os AINEs podem provocar inibição de fagocitose e, portanto, deve instituir-se uma

terapêutica

antimicrobiana

simultânea

apropriada

tratamento

estados

inflamatórios associados a infeção bacteriana.

Consultar a secção 4.8

Precauções

especiais

que

devem

ser

tomadas

pela

pessoa

que

administra

o

medicamento aos animais

Em caso de ingestão acidental dos comprimidos, dirija-se imediatamente a um médico

e mostre-lhe o folheto informativo.

Lavar as mãos após a administração do medicamento.

4.6

Reações adversas (frequência e gravidade)

Foram comunicados efeitos indesejáveis típicos associados a AINEs, como vómitos,

fezes moles/diarreia, sangue oculto nas fezes, perda de apetite e letargia. Estas reações

adversas ocorrem geralmente durante a primeira semana de tratamento e, na maior

parte dos casos, são transitórias e desaparecem quando se termina o tratamento. Mas,

em casos muito raros, podem ser graves ou até fatais. Se ocorrerem reações adversas,

deve

interromper-se

administração

medicamento

deve

procurar-se

aconselhamento com o médico veterinário.

Tal como acontece com outros AINEs, existe o risco de acontecimentos adversos

idiossincrásicos hepáticos ou renais raros.

4.7

Utilização durante a gestação, a lactação e a postura de ovos

Estudos laboratoriais realizados em ratos e coelhos revelaram a ocorrência de efeitos

fetotóxicos do Carprofeno, para doses próximas da dose terapêutica. A segurança do

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 4 de 20

medicamento veterinário durante a gestação e a lactação não foi determinada. Não

administrar a cadelas gestantes ou lactantes.

4.8

Interações medicamentosas e outras formas de interação

Não administrar AINEs e glucocorticóides simultaneamente ou no intervalo de 24

horas entre os mesmos. Alguns AINEs podem estar fortemente ligados às proteínas

plasmáticas e competir com outros fármacos fortemente ligados, o que pode originar

efeitos tóxicos.

Deve ser evitada a administração simultânea de fármacos potencialmente nefrotóxicos.

Posologia e via de administração

Para administração oral.

4 mg de Carprofeno por kg de peso corporal por dia.

Uma dose inicial de 4 mg de Carprofeno por kg de peso corporal por dia, administrada

como

dose

única

duas

doses

iguais.

dose

diária

pode

reduzida,

dependendo da resposta clínica ao medicamento.

A duração do tratamento irá depender da resposta observada. O tratamento a longo

prazo deve ser efetuado sob supervisão periódica do veterinário.

Não exceder a dosagem indicada.

Para

alargar

ação

analgésica

anti-inflamatória

período

pós-operatório,

tratamento pré-operatório parenteral com Carprofeno injetável pode ser seguido de

tratamento com Carprofeno comprimidos, numa dose de 4 mg/kg/dia por um período

até 5 dias.

Guardar as metades dos comprimidos na embalagem blister e utilizar no prazo de 48

horas.

Consultar a tabela de dosagem abaixo:

Peso corporal (kg)

Número de comprimidos a administrar

duas vezes ao dia

12,5

25,0

37,5





4.10

Sobredosagem

(sintomas,

procedimentos

de

emergência,

antídotos),

(se

necessário)

Não

exceder

dosagem

indicada.

Não

existe

antídoto

específico

para

sobredosagem por Carprofeno, mas deve ser aplicada uma terapêutica de suporte geral,

como no caso de sobredosagem clínica com AINEs.

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 5 de 20

4.11

Intervalo(s) de segurança

Não aplicável.

5.

PROPRIEDADES FARMACOLÓGICAS

Grupo farmacoterapêutico: Anti-inflamatório não esteróide.

Código ATCvet: QM01AE91

5.1

Propriedades farmacodinâmicas

O Carprofeno, (

)6-cloro-

-metilcarbazole-2-ácido acético, é um anti-inflamatório

não esteróide (AINE). É um AINE derivado do ácido fenilpropiónico e pertencente à

classe

ácido

arilpropiónico.

Sendo

representante

família

ácido

arilpropriónico, contém um centro quiral em C

da fração molecular propiónica e,

portanto, existe em duas formas estereoisoméricas, os enantiómeros (+)-S e (-)-R.

O Carprofeno possui atividade anti-inflamatória, analgésica e antipirética.

O Carprofeno, como a maioria dos AINEs, é um inibidor da enzima ciclooxigenase da

cascata do ácido araquidónico. Foi reportado que a inibição da síntese da prostaglandina

por Carprofeno é pequena em relação à sua potência anti-inflamatória e analgésica.

O modo como Carprofeno atua ainda não está bem compreendido.

5.2

Propriedades farmacocinéticas

absorção

rápida

superior

após

administração

oral.

volume

distribuição é pequeno e o Carprofeno está fortemente ligado a proteínas plasmáticas.

A biotransformação de Carprofeno ocorre no fígado, originando o éster glucoronídeo e

dois diasestereoisómeros 1-O-acil-ß-D-glucoronídeo. Estes são segregados nas vias

biliares e excretados nas fezes. A concentração C

é 28,51 µg/ml e o valor de AUC é

237,33 µg/ml.h.

6.

INFORMAÇÕES FARMACÊUTICAS

Lista de excipientes

Celulose, microcristalina

Monohidrato de lactose

Croscarmelose de sódio

Povidona K30

Laurilssulfato de sódio

Estearato de magnésio

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 6 de 20

6.2

Incompatibilidades

Não aplicável.

6.3

Prazo de validade

Prazo de validade do medicamento veterinário tal como embalado para venda.

Frascos de polipropileno: 3 anos.

Embalagens blister: 2 anos.

6.4

Precauções especiais de conservação

Não conservar a temperatura superior a 25 °C. Conservar em local seco. Proteger da

luz.

6.5

Natureza e composição do acondicionamento primário

Carprogesic 50 mg comprimidos são fornecidos em:

Frascos

polipropileno

fecho

seguro

encaixar,

vedados

algodão

hidrófilo e tampas brancas de encaixar, de polietileno, em frascos de 100 e 500

comprimidos.

Tiras blister alumínio/alumínio com 10 comprimidos (50 mg) por tira em caixas de 20,

100 e 500 comprimidos.

É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

6.6

Precauções

especiais

para

a

eliminação

de

medicamentos

veterinários

não

utilizados ou de desperdícios derivados da utilização desses medicamentos

O medicamento veterinário não utilizado ou os seus resíduos devem ser eliminados de

acordo com os requisitos nacionais.

7.

TITULAR DA AUTORIZAÇÃO DE INTRODUÇÃO NO MERCADO

Norbrook Laboratories Limited

Station Works

Camlough Road

NEWRY

Co. Down, BT35 6JP

Irlanda do Norte

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 7 de 20

8.

NÚMERO(S)

DE

REGISTO

DA

AUTORIZAÇÃO

DE

INTRODUÇÃO

NO

MERCADO

048/02/07RFVPT

9.

DATA DA PRIMEIRA AUTORIZAÇÃO/RENOVAÇÃO DA AUTORIZAÇÃO

7 de dezembro de 2007.

10.

DATA DA REVISÃO DO TEXTO

5 de julho de 2012.

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 8 de 20

ROTULAGEM

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 9 de 20

CAIXA

(EMBALAGEM BLISTER)

CARPROGESIC COMPRIMIDOS

[NOTA: AS CAIXAS DEVEM TER O SÍMBOLO "APENAS PARA CÃES"]

1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO

Carprogesic 50 mg comprimidos para cães

Carprofeno

2. DESCRIÇÃO DAS SUBSTÂNCIAS ACTIVAS E OUTRAS SUBSTÂNCIAS

Cada comprimido contém:

Carprofeno

50 mg.

3. FORMA FARMACÊUTICA

Comprimido para administração oral.

Os comprimidos podem ser divididos em duas metades iguais.

4. DIMENSÃO DA EMBALAGEM

Tiras blister com 10 comprimidos (50 mg) em caixas com 20, 100 ou 500 comprimidos.

5. ESPÉCIES-ALVO

Canina.

6. INDICAÇÃO (INDICAÇÕES)

Nos cães:

Redução da inflamação e dor causadas por perturbações músculo-esqueléticas e doenças

degenerativas das articulações.

Como acompanhamento de analgesia parenteral no controlo da dor pós-operatória.

7. MODO E VIA(S) DE ADMINISTRAÇÃO

Para administração oral.

Antes de utilizar, leia o folheto informativo.

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 10 de 20

8. INTERVALO DE SEGURANÇA

Não aplicável.

9. ADVERTÊNCIA(S) ESPECIAL (ESPECIAIS), SE NECESSÁRIO

Antes de utilizar, leia o folheto informativo.

Aviso ao Utilizador

Em caso de ingestão acidental dos comprimidos, dirija-se imediatamente a um médico e

mostre-lhe o folheto informativo. Lavar as mãos após a administração do medicamento.

10. PRAZO DE VALIDADE

VAL.

11. CONDIÇÕES ESPECIAIS DE CONSERVAÇÃO

Não armazenar a temperatura superior a 25 °C. Conservar em local seco. Proteger da luz.

Conservar o blister dentro da embalagem exterior.

12. PRECAUÇÕES ESPECIAIS DE ELIMINAÇÃO DO MEDICAMENTO NÃO

UTILIZADO OU DOS SEUS DESPERDÍCIOS, SE FOR CASO DISSO

O medicamento veterinário não utilizado ou os seus resíduos devem ser eliminados de acordo

com os requisitos nacionais.

13.

MENÇÃO

"EXCLUSIVAMENTE

PARA

USO

VETERINÁRIO"

E

CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RELATIVAS AO FORNECIMENTO E À

UTILIZAÇÃO, se for caso disso

Exclusivamente para uso veterinário.

Medicamento veterinário sujeito a receita médico-veterinária.

14. MENÇÃO "MANTER FORA DO ALCANCE E DA VISTA DAS CRIANÇAS"

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

MVSRMV

USO VETERINÁRIO

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 11 de 20

15.

NOME

E

ENDEREÇO

DO

TITULAR

DA

AUTORIZAÇÃO

DE

INTRODUÇÃO NO MERCADO

Norbrook Laboratories Limited

Station Works

Camlough Road

Newry

Co. Down, BT35 6JP

Irlanda do Norte

16. NÚMERO(S) DE REGISTO DA AUTORIZAÇÃO DE INTRODUÇÃO NO

MERCADO

048/02/07RFVPT

17. NÚMERO DO LOTE DE FABRICO

XXXXXXX

ManA 2000

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 12 de 20

ROTULAGEM DO FRASCO

CARPROGESIC COMPRIMIDOS

LOGÓTIPO "APENAS PARA CÃES"

1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO

Carprogesic 50 mg comprimidos para cães

Carprofeno

2. DESCRIÇÃO DAS SUBSTÂNCIAS ACTIVAS E OUTRAS SUBSTÂNCIAS

Cada comprimido contém:

Carprofeno

50 mg.

3. FORMA FARMACÊUTICA

Comprimidos.

Os comprimidos podem ser divididos em duas metades iguais.

4. DIMENSÃO DA EMBALAGEM

100 comprimidos de 50 mg por frasco.

500 comprimidos de 50 mg por frasco.

5. ESPÉCIES-ALVO

Canina.

6. INDICAÇÃO (INDICAÇÕES)

Nos cães:

Redução da inflamação e dor causadas por perturbações músculo-esqueléticas e doenças

degenerativas das articulações. Como acompanhamento de analgesia parenteral no controlo da

dor pós-operatória.

7. MODO E VIA(S) DE ADMINISTRAÇÃO

Para administração oral.

4 mg de Carprofeno por kg de peso corporal por dia.

Uma dose inicial de 4 mg de Carprofeno por kg de peso corporal por dia, administrada como

dose única ou em duas doses iguais. A dose diária pode ser reduzida, dependendo da resposta

clínica ao medicamento.

A duração do tratamento irá depender da resposta observada. O tratamento a longo prazo deve

ser efetuado sob supervisão periódica do veterinário.

Não exceder a dosagem indicada.

Para alargar a ação analgésica e anti-inflamatória ao período pós-operatório, o tratamento pré-

operatório

parenteral

Carprofeno

injetável

pode

seguido

tratamento

Carprofeno comprimidos, numa dose de 4 mg/kg/dia por um período até 5 dias.

Guardar as metades dos comprimidos na embalagem blister e utilizar no prazo de 48 horas.

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 13 de 20

8. INTERVALO DE SEGURANÇA

Não aplicável.

9. ADVERTÊNCIA(S) ESPECIAL (ESPECIAIS), SE NECESSÁRIO

Não administrar a gatos. Não administrar AINEs e glucocorticóides simultaneamente ou no

intervalo de 24 horas entre os mesmos. Não utilizar em cães com doenças cardíacas, hepáticas

ou renais, se houver a possibilidade de formação de úlceras ou hemorragias gastrintestinais,

houver

evidência

discrasia

sanguínea

hipersensibilidade

medicamento.

A utilização em cães idosos pode envolver risco adicional. Se essa utilização não puder ser

evitada, esses cães podem necessitar de dosagem reduzida e gestão clínica cuidadosa. Evitar a

utilização em cães desidratados, hipovolémicos ou hipotensivos, sob risco potencial de

toxicidade

renal

aumentada.

Deve

evitada

administração

simultânea

fármacos

potencialmente

nefrotóxicos.

Não

administrar

cadelas

gestantes

lactantes.

Não

administrar a cachorrinhos com menos de 4 meses de idade. Não administrar a animais que

sofram de síndrome hemorrágica.

* IMPORTANTE: Antes de utilizar, leia o folheto informativo.

10. PRAZO DE VALIDADE

VAL.

11. CONDIÇÕES ESPECIAIS DE CONSERVAÇÃO

Não armazenar a temperatura superior a 25 °C.

Conservar em local seco.

Proteger da luz.

12. PRECAUÇÕES ESPECIAIS DE ELIMINAÇÃO DO MEDICAMENTO NÃO

UTILIZADO OU DOS SEUS DESPERDÍCIOS, SE FOR CASO DISSO

O medicamento veterinário não utilizado ou os seus desperdícios devem ser eliminados de

acordo com os requisitos nacionais.

13.

MENÇÃO

"EXCLUSIVAMENTE

PARA

USO

VETERINÁRIO"

E

CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RELATIVAS AO FORNECIMENTO E À

UTILIZAÇÃO, se for caso disso

Exclusivamente para uso veterinário.

Medicamento veterinário sujeito a receita médico-veterinária.

MVSRMV

USO VETERINÁRIO

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 14 de 20

14. MENÇÃO "MANTER FORA DO ALCANCE E DA VISTA DAS CRIANÇAS"

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

15.

NOME

E

ENDEREÇO

DO

TITULAR

DA

AUTORIZAÇÃO

DE

INTRODUÇÃO NO MERCADO

Fabricante e Titular da Autorização do Medicamento Veterinário:

Norbrook Laboratories Limited

Station Works

Camlough Road

Newry - Co. Down, BT35 6JP

Irlanda do Norte.

16. NÚMERO(S) DE REGISTO DA AUTORIZAÇÃO DE INTRODUÇÃO NO

MERCADO

048/02/07RFVPT.

17. NÚMERO DO LOTE DE FABRICO

Lote:

Data de fabrico:

LOGÓTIPO

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 15 de 20

EMBALAGEM BLISTER

TEXTO PARA O RÓTULO – comprimidos de 50 mg

1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO

Carprogesic 50 mg (Carprofeno) comprimidos para cães

2.

NOME

DO

TITULAR

DA

AUTORIZAÇÃO

DE

INTRODUÇÃO

NO

MERCADO

Titular da Autorização: Norbrook Laboratories Limited

Newry

Co Down

Irlanda do Norte

3. PRAZO DE VALIDADE

VAL.

4. NÚMERO DO LOTE

Lote:

5. MENÇÃO "EXCLUSIVAMENTE PARA USO VETERINÁRIO"

Exclusivamente para uso veterinário.

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 16 de 20

FOLHETO INFORMATIVO

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 17 de 20

FOLHETO INFORMATIVO

1.

NOME E ENDEREÇO DO TITULAR DA AUTORIZAÇÃO DE INTRODUÇÃO

NO

MERCADO

E

DO

TITULAR

DA

AUTORIZAÇÃO

DE

FABRICO

RESPONSÁVEL PELA LIBERTAÇÃO DO LOTE, SE FOREM DIFERENTES

Norbrook Laboratories Limited

Station Works

Camlough Road

NEWRY

Co. Down, BT35 6JP

Irlanda do Norte.

2.

NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO

Carprogesic 20 mg comprimidos para cães (Carprofeno)

Carprogesic 50 mg comprimidos para cães (Carprofeno)

3.

DESCRIÇÃO DA(S) SUBSTÂNCIA(S) ACTIVA(S) E OUTRA(S) SUBSTÂNCIA(S)

Comprimido redondo branco/quase branco com um entalhe numa das faces e a inscrição "20"

na face oposta.

Comprimido redondo branco/quase branco com um entalhe numa das faces e a inscrição "50"

na face oposta.

Cada comprimido contém:

Substância(s) ativa(s)

Carprofeno

20 mg

Carprofeno

50 mg.

4.

INDICAÇÃO (INDICAÇÕES)

Nos cães:

Redução da inflamação e dor causadas por perturbações músculo-esqueléticas e doenças

degenerativas das articulações. Como acompanhamento de analgesia parenteral no controlo da

dor pós-operatória.

5.

CONTRAINDICAÇÕES

Não administrar a gatos.

Não administrar a cadelas gestantes ou lactantes.

Não administrar a cachorrinhos com menos de 4 meses de idade.

Não administrar em caso de hipersensibilidade à substância ativa ou a algum dos excipientes.

Não administrar a cães com doenças cardíacas, hepáticas ou renais, se houver a possibilidade

de formação de úlceras ou hemorragias gastrintestinais, ou se houver evidência de discrasia

sanguínea.

Não administrar a animais que sofram de síndrome hemorrágica.

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 18 de 20

6.

REACÇÕES ADVERSAS

Foram comunicados efeitos indesejáveis típicos associados a AINEs, como vómitos, fezes

moles/diarreia, sangue oculto nas fezes, perda de apetite e letargia. Estas reações adversas

ocorrem geralmente durante a primeira semana de tratamento e, na maior parte dos casos, são

transitórias e desaparecem quando se termina o tratamento, mas em casos muito raros podem

ser graves ou até fatais. Se ocorrerem reações adversas, deve-se interromper a administração

do medicamento e procurar aconselhar-se com o veterinário.

como

acontece

outros

AINEs,

existe

risco

acontecimentos

adversos

idiossincrásicos hepáticos ou renais raros.

Caso detete efeitos graves ou outros efeitos não mencionados neste folheto, informe o médico

veterinário.

7.

ESPÉCIES-ALVO

Canina.

8.

DOSAGEM EM FUNÇÃO DA ESPÉCIE, VIA(S) E MODO DE ADMINISTRAÇÃO

Para administração oral.

4 mg de Carprofeno por kg de peso corporal por dia.

Uma dose inicial de 4 mg de Carprofeno por kg de peso corporal por dia, administrada como

dose única ou em duas doses iguais. A dose diária pode ser reduzida, dependendo da resposta

clínica ao medicamento.

A duração do tratamento irá depender da resposta observada. O tratamento a longo prazo deve

ser efetuado sob supervisão periódica do veterinário.

Para alargar a ação analgésica e anti-inflamatória ao período pós-operatório, o tratamento pré-

operatório

parenteral

Carprofeno

injetável

pode

seguido

tratamento

carprofeno comprimidos, numa dose de 4 mg/kg/dia por um período até 5 dias.

Consultar a tabela de dosagem abaixo:

Peso corporal (kg)

Número de comprimidos a administrar duas vezes ao

20 mg

50 mg

10,0

12,5

15,0



20,0



25,0

37,5





Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 19 de 20

9.

INSTRUÇÕES COM VISTA A UMA UTILIZAÇÃO CORRECTA

Não exceder a dosagem indicada.

Guardar as metades dos comprimidos na embalagem blister e utilizar no prazo de 48 horas.

10.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Não aplicável.

11.

PRECAUÇÕES ESPECIAIS DE CONSERVAÇÃO

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não armazenar a temperatura superior a 25

Conservar em local seco.

Proteger da luz.

Não utilizar depois de expirado o prazo de validade indicado na embalagem blister e na caixa

ou nos frascos depois de "VAL".

12.

ADVERTÊNCIA(S) ESPECIAL(AIS)

Não administrar a gatos.

Não administrar a cadelas gestantes ou lactantes.

Não administrar a cachorrinhos com menos de 4 meses de idade.

Não administrar em caso de hipersensibilidade à substância ativa ou a algum dos excipientes.

Não administrar a cães com doenças cardíacas, hepáticas ou renais, se houver a possibilidade

de formação de úlceras ou hemorragias gastrintestinais, ou se houver evidência de discrasia

sanguínea.

A utilização em cães idosos pode envolver risco adicional. Se essa utilização não puder ser

evitada, esses cães podem necessitar de dosagem reduzida e gestão clínica cuidadosa.

Evitar a utilização em cães desidratados, hipovolémicos ou hipotensivos, sob risco potencial

de toxicidade renal aumentada.

Deve ser evitada a administração simultânea de fármacos potencialmente nefrotóxicos.

AINEs

podem

provocar

inibição

fagocitose

portanto,

deve

instituir-se

terapêutica antimicrobiana simultânea apropriada no tratamento de estados inflamatórios

associados a infeção bacteriana.

Não administrar outros AINEs e glucocorticóides simultaneamente ou no intervalo de 24

horas

entre

mesmos.

Alguns

AINEs

podem

estar

fortemente

ligados

proteínas

plasmáticas e competir com outros fármacos fortemente ligados, o que pode originar efeitos

tóxicos.

Não exceder a dosagem indicada. Não existe um antídoto específico para sobredosagem por

Carprofeno, mas deve ser aplicada uma terapêutica de suporte geral, como no caso de

sobredosagem clínica com AINEs.

A segurança do medicamento veterinário durante a gestação e a lactação não foi determinada.

Não administrar a cadelas gestantes ou lactantes.

Direção Geral de Veterinária – DSMPUV

Última revisão do texto 5 de julho de 2012

Página 20 de 20

Estudos

laboratoriais

realizados

ratos

coelhos

revelaram

ocorrência

efeitos

fetotóxicos do Carprofeno, para doses próximas da dose terapêutica.

A segurança do medicamento veterinário durante a gestação e a lactação não foi determinada.

Não administrar a cadelas gestantes ou lactantes.

Aviso ao Utilizador

Em caso de ingestão acidental dos comprimidos, dirija-se imediatamente a um médico e

mostre-lhe o folheto informativo. Lavar as mãos após a administração do medicamento.

13.

PRECAUÇÕES

ESPECIAIS

DE

ELIMINAÇÃO

DO

MEDICAMENTO

NÃO

UTILIZADO OU DOS SEUS DESPERDÍCIOS, SE FOR CASO DISSO

O medicamento veterinário não utilizado ou os seus resíduos devem ser eliminados de acordo

com os requisitos nacionais.

14.

DATA DA ÚLTIMA APROVAÇÃO DO FOLHETO INFORMATIVO

5 de julho de 2012.

15.

OUTRAS INFORMAÇÕES

Medicamento veterinário sujeito a receita médico-veterinária.

QUANTIDADES DAS EMBALAGENS:

Carprogesic comprimidos são fornecidos em:

Frasco de 100 comprimidos de 20 mg.

Tira blister com 10 comprimidos (20 mg) por tira [em embalagens de 20 e 100 comprimidos].

Frasco de 100 comprimidos de 50 mg.

Frasco de 500 comprimidos de 50 mg.

Tira blister com 10 comprimidos (50 mg) por tira [em embalagens de 20, 100 e 500

comprimidos].

É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Carprogesic 20 mg comprimidos: AIM n.º 048/01/07RFVPT.

Carprogesic 50 mg comprimidos: AIM n.º 048/02/07RFVPT.

MVSRMV

LOGÓTIPO

Produtos Similares

Pesquisar alertas relacionados a este produto

Ver histórico de documentos

Compartilhe esta informação